As péssimas condições de trabalho nas unidades da Prefeitura são objeto de constantes denúncias por parte do SINDSERV. A fiscalização in loco dessas condições é uma das inúmeras obrigações dos diretores de qualquer sindicato minimamente honesto. 
 
Não cabe a nenhum coordenador, diretor, chefe, ou qualquer outro cargo de chefia, permitir ou não tal fiscalização, sendo tal atividade um direito conquistado dos trabalhadores.
 
"Tu não vai tirar foto aqui!" 
No entanto, no último dia 15 o coordenador da Garagem (R. Júlio Conceição, 02), Antonio Carlos Prado que também é diretor do Sindest, tentou impedir o trabalho de inspeção e registro da vergonhosa estrutura do local. Veja o vídeo:
 

Apesar de alegar que está afastado da direção do Sindest, o coordenador em questão acaba de ser reeleito para a atual diretoria do "sindicato-amigo-do-patrão".
 
A prática anti-sindical do coordenador que tenta a todo custo blindar a Prefeitura é a síntese exata do que é o Sindest: Além de não denunciar as más condições de trabalho para não se indispor com a administração municipal, faz de tudo para não deixar que outros servidores e os legítimos representantes da categoria o façam.
 
"Se eu quisesse fazer sacanagem, ele [servidor que denunciou] não tava mais aqui", ameaçou o coordenador, citando inclusive o nome do servidor em que acredita ser o denunciante.
 
"Não vai fazer escarcéu"
Vamos fazer "escarcéu" SIM, coordenador! Enquanto as condições de trabalho na Garagem continuarem execráveis, faremos barulho! Não nos calaremos e não deixaremos de denunciar, seja na Garagem ou em qualquer outra unidade da Prefeitura!
 
O SINDSERV pede providências para a Prefeitura desde o começo do ano (veja o ofício aqui). Como nada foi feito, cabe ao sindicato fazer o que achar necessário para que essa situação mude, independente das vontades de coordenador ou qualquer outro cargo de chefia.
 
Vale lembrar que o processo interno da Prefeitura referente à reforma da unidade ficou PARADO POR 8 MESES (de 27/08/14 até 28/04/15), só voltou a andar depois que o SINDSERV denunciou o fato no dia 20 de março desse ano. 
 
Denuncie
Seu local de trabalho também não está nada saudável para que você exerça sua atividade diária? Denuncie para o sindicato por telefone (3228-7400) ou pelo site (de ambas as formas a denúncia pode ser feita anonimamente).
 
Piso dos vestiários alagado
Piso dos vestiários alagado
 
Água por todos os lados
Água por todos os lados
 
Espaço de lavagem da frota fica com água acumulada
Espaço de lavagem da frota fica com água acumulada
 
Equipamentos e materiais de descarte entulhados
Equipamentos e materiais de descarte entulhados
 
Fiação elétrica fica pendurada nos banheiros
Fiação elétrica fica pendurada nos banheiros